MDF e MDP: diferenças e qual é o melhor

Na hora de comprar um móvel novo para a sua casa você valoriza mais o visual ou a qualidade?

            Para qualquer compra a ser feita, é importante avaliar a relação custo-benefício do produto. Desse modo, é importante dar a devida atenção ao que agrada aos olhos e, também, ao bolso.

            Quando falamos de comprar móveis de madeira, várias dúvidas podem surgir sobre qual é o material mais seguro e qual o melhor. Pensando nisso, o artigo de hoje irá mostrar as diferenças entre MDF e MDP e te ajudar a descobrir qual é o melhor para você.

O que é MDF?

            Antes de saber as diferenças entre os materiais, é preciso entender melhor o que exatamente é cada um deles.

            O MDF é a sigla referente a Medium Density Fiberboard e o equivalente a placa de fibra de média densidade em português. O material é composto por fibra de madeira e resinas sintéticas.

            Além do MDF ser utilizado na fabricação de móveis, ele também se faz presente na construção civil, em produtos de artesanato e de decoração. Sendo assim, ele pode é comercializado ao natural ou já revestido.

O que é MDP?

            O MDP é a sigla referente a Medium Density Particleboarde o equivalente a painel de partículas de baixa densidade em português.

            Diferente do MDF, ele é um material composto por três camada: duas finas na superfície e uma mais grossa no meio. Entretanto, ele é fabricado da mesma forma que o MDF, sendo exposto a pressão e uma temperatura aproximada de 200ºC.

            O MDP também é utilizado na fabricação de móveis, mas de diferentes formas por conta das suas especificidades. Ele pode ser encontrado na parte estrutural dos móveis como portas, gavetas, prateleiras e painéis (como os de televisão) dando sustentação.

Principais diferenças entre MDF e MDP

  • Estrutura interna: As maiores diferenças entre o MDF e o MDP são em relação a estrutura interna de cada um dos materiais. Isso se dá principalmente pelo fato de que o MDP é composto por três camadas, enquanto o MDF é um material mais plano.
  • Resistência: Justamente pela sua estrutura interna composta por camadas, o MDP se mostra mais resistente ao peso que o MDF. Por esse motivo, ele é utilizado para fabricação de materiais que suportam maior carga como gavetas e prateleiras.

Porém, em relação à resistência em casos de atrito, o MDF é mais resistente que o MDP.

  • Maleabilidade: Nesse aspecto, o MDF sai na frente, uma vez que sua estrutura interna mais simples oferece maiores possibilidades de manipulação. Diferente do MDP, que é mais resistente e não permite designs mais detalhados como contornos ou curvas.
  • Absorção: O MDP possui uma alta absorção de tintas, e pode vir a prejudicar um pouco o acabamento. Já as placas de MDF oferecem um melhor acabamento sem irregularidades na sua superfície, por conta da sua estrutura mais uniforme.

Por outro lado, fica evidente que o MDP é a melhor opção se você procura por móveis que ficarão em um ambiente que seja  mais úmido. Ainda assim, é importante lembrar que, apesar de mais resistente, tanto o MDP quanto o MDF não são imunes ao contato com a água.

Ambos materiais acabam inchando com a umidade, a diferença é que o MDP demora mais um tempo para ficar danificado.

MDF x MDP: qual é o melhor?

            Como destacado anteriormente, saber se o MDF ou o MDP é melhor irá depender da sua escolha e a utilidade do móvel que você pretende usar.

            Em grande parte das vezes, o MDP é mal visto por conta da necessidade de usar máquinas específicas para manipulá-lo de forma mais precisa. Mas, apesar de muitos mitos criados, esse material tem uma ótima qualidade que, além de ser sustentável, é bastante indicado para fabricação de móveis.

            Em geral, o MDP é mais indicado, e mais rentável, para uso interno em razão de permitir uma melhor colagem e ser um material mais barato. Já para o uso externo, o MDF é o indicado por conta de ter menos poros e menor absorção, evitando grandes gastos com tintas e outros tipos de acabamento.

            Dessa forma, o melhor material será aquele que atender às suas preferências e necessidades. Cada um tem sua especificidade, o que faz um melhor que o outro é a maneira de utilizar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *